3 tapetes étnicos, 3 tribos para descobrir

3 tapetes étnicos, 3 tribos para descobrir


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Na saga da decoração de verão, chegou a hora de tapetes artesanais de outros lugares. Por terem um conhecimento étnico específico, cada um tem um nome, o que também é muito preciso. Uma rápida visão geral de três deles nos levando a três destinos separados, na forma de cartões de identidade.

O tapete boucherouite

De onde vem? Também conhecido como o tapete "boucharouette", o tapete boucherouite vem do Marrocos e, mais especificamente, de algumas de suas tribos rurais, nas quais há um forte cruzamento entre a cultura berbere e africana devido ao uso ancestral da caravana. Como é feito? São as mulheres berberes que tecem esses tapetes muito ecológicos, pois usam tecidos reciclados, panos, restos de nylon e outros. O que há de especial nisso? Além dos materiais utilizados, a outra especificidade desses tapetes diz respeito aos seus padrões repetitivos de diamante. Um costume tão antigo quanto o mundo (essa arte berbere remonta à era paleolítica), que, portanto, se refere aos sinais e símbolos da pré-história.

O tapete kilim

De onde vem? Kilim é uma denominação de origem turca ou "gelim", que também pode ser escrita "klim" ou "kélim". É principalmente no Oriente Próximo, no Cáucaso e na Ásia Central que esse tipo de tapete é feito. Como é feito? O tapete kilim tem a distinção de ser feito de lã e usar a técnica de ponto plano. Feito há mais de 10.000 anos, como muitos vestígios demonstraram, este tapete tradicional é tecido à mão por tribos, estabelecidas principalmente na Anatólia e em certas regiões do Irã. O que há de especial nisso? Se o tapete kilim pretende representar a memória e a identidade de seus ancestrais, sedentários, nômades ou semi-nômades, nem sempre é impresso com as mesmas cores e o mesmo estilo. Este será sóbrio e refinado para alguns, decorado e colorido para outros. Tudo depende da vila e das pessoas de origem! Quanto aos motivos, estes tendem a evocar uma forma de escrita simbólica, considerada como uma herança das crenças xamânicas ancestrais.

O tapete bakhtiar

De onde vem? O tapete bakhtiar vem do Irã. Mais particularmente das montanhas Zagros, a oeste de Isfahan. Onde vive uma tribo nômade de mesmo nome. Como é feito? A fabricação deste tapete é atípica, uma vez que após seu design baseado em lã sólida, é batida com força para ganhar espessura, solidez e durabilidade, entrando assim nos tapetes persas Best Of. O que há de especial nisso? Outro traço de caráter deste tapete: os padrões! Dividido em caixas dentro das quais são costuradas impressões de plantas e animais, representa o tradicional jardim persa ... ou mesmo as árvores da vida ligadas à cultura local. Pequena apresentação de slides de tapetes étnicos originários de uma arte ancestral bem conservada. Nossos vídeos práticos de decoração oriental